Ritmo e propósito nos negócios de impacto

1 de setembro de 2020

Por Julio Ledo


Quando me perguntam por que tanto chão, tanto rio, tanta estrada, tanto ar, tantos longes e tantos outros tantos em meu trabalho e na minha vida, respondo que nem sempre é tanto. As vezes paro.

Há quatro anos, rodava pelas estradas de chão em Minas Gerais visitando grupos produtivos com Furnas. O objetivo era potencializar o trabalho desses grupos, formados em sua maioria por mulheres. Durante essas visita eu apresentava um novo modo de fazer negócios, num modelo mais humanitário, inclusivo e justo para todos e com todos.

Explicava que era possível trabalhar e ter tempo de cuidar dos bens quereres e que isso era muito bom. Estávamos sentados em círculo e eu perguntava as mulheres sobre quais eram seus sonhos, desejos… quando de repente ouço um soluçar.

Vinha de uma pequena, fora do círculo. Ela estava irritada por não estar brincando. Parei a roda de conversa, sai do círculo e fui ao encontro da pequena. Sentei junto a ela e começamos a conversar. Perguntei se ela gostava de desenhar e se sabia escrever seu nome. Como sempre levava comigo uns lápis de cor, passamos a desenhar e a cobrir seu nome come muitas cores, afinal a vida deve ser colorida. Ficamos um tempo bom assim, depois voltei ao círculo e retomamos a conversa.

Trabalhar com negócios de impacto e com o desenvolvimento territorial é mistura de tantos e de pausas. É escolher não correr atrás do lucro. Caminhar pode ser melhor. É entender que o lucro pode ter um propósito muito maior que ele em si. Trabalhar com negócios de impacto é permitir vida, para o eu fazedor, para o nós e para todos os outros, hoje, amanhã e muito depois do amanhã.

Por fim, sou péssimo em desenhos, mas adoro provocar os outros a sonharem. Assim, os desenhos criam vida e ficam muito mais belos.

Publicado por:
Julio Ledo

Júlio Lêdo é o especialista em sair pra ver. Speaker no @tedx_official, professor, mentor, palestrante e consultor, em Negócios de Impacto, Humanização do Lucro e Desenvolvimento Territorial. Seu trabalho é ponte e rio, interliga territórios, pessoas e instituições, unindo inovações a saberes locais, valorizando os quereres de cada povo e respeitando o tempo de cada lugar. www.julioledo.com