Uma visão prática da responsabilidade social

5 de maio de 2020

Por Maiso Dias


Praticar Responsabilidade Social é atuar de forma ética e transparente com os stakeholders (públicos de interesse), de forma sistemática e estratégica na organização, tendo a transversalidade como um dos principais fatores críticos de sucesso na implementação.

Transversalidade significa disseminar para todos da organização, fazendo com que os funcionários entendam e assimilem a nova postura e mudança da cultura da empresa para um mundo melhor. Um dos grandes desafios é mostrar e confirmar que a Responsabilidade Social não é apenas assistencialismo ou filantropia, é algo mais amplo e que deve ser encarado como uma nova forma de pensar a gestão de uma organização, com profissionalismo e planejamento, e que uma empresa pode ser sim lucrativa, sendo sustentável.

O Brasil vem se desatacando no panorama internacional nesse tema, primeiro porque o País fez parte da elaboração da norma ISO 26000, norma NÃO certificadora, com padrões e diretrizes internacionais de Responsabilidade Social. Em seguida, por ter realizado dois grandes encontros da ONU sobre o Desenvolvimento Sustentável. Também considero relevante a participação do Brasil neste cenário internacional, pela quantidade de empresas que vem publicando o Relatório de Sustentabilidade.

Mas como uma entidade, empresa ou município podem implantar uma gestão de Responsabilidade Social, quais são os principais caminhos a seguir? Cito os principais caminhos:

1. Conscientizar a alta administração da importância pelo tema;

2. Envolver os funcionários na colaboração da nova cultura;

3. Realizar o engajamento dos stakeholders com a instituição;

4. Integrar o sistema de gestão da Responsabilidade Social à estratégia da empresa

5. Analisar a situação atual da empresa quanto às práticas socioambientais – Realizando um diagnóstico situacional

6. Elaborar um Plano de Ação com seus indicadores (sociais, ambientais e econômicos);

7. Comunicar aos públicos de interesse (stakeholders) os resultados obtidos do plano de ação.

“A prática da Responsabilidade Social contribui para o fortalecimento de uma cultura inclusiva e disseminada por todos, seja ela uma organização social ou não, promovendo uma melhoria de qualidade de vida para as pessoas, contribuindo ainda mais para o empoderamento das comunidades.”

Publicado por:
Maiso Dias

Sócio-diretor da Dialogus Consultoria, Diretor de Sustentabilidade da ABRH-CE, Comentarista do O Povo CBN do Programa “Sustentabilidade empresarial” e Coordenador de Pós-graduação em sustentabilidade empresarial pela Unichristus-CE.