Ação em rede, educação e tecnologia em prol da transformação social: conheça o Social Brasilis

19 de novembro de 2019

Por Impacta Nordeste


Promover uma sociedade formada por pessoas capacitadas para o futuro, autônomas tecnologicamente e independentes financeiramente: esta é a missão do Social Brasilis, negócio social do Ceará que desenvolve programas educacionais tendo como base a tecnologia digital, desenvolvendo em pessoas habilidades, preparando-as para a nova economia.

Como um negócio de impacto social, o Social Brasilis foi pensado para sanar a falta de acesso positivo no uso da tecnologia digital e de preparo e qualificação das pessoas, principalmente as que compõem as classes C, D e E, para o futuro das coisas e para a nova economia.

O negócio desenvolve programas educacionais em formato de games utilizando plataformas virtuais de aprendizagem nas versões WEB (pelo computador) e Mobile (em smartphones), que colocam o participante em contato direto com o processo de desenvolvimento e aprendizado da linguagem digital e tecnológica, ao mesmo tempo que capacita os participantes com habilidades 4.0 para tentar solucionar desafios e problemas complexos do seu dia-a-dia.

As habilidades 4.0 são as chamadas soft skills: criatividade, inovação, curiosidade, empreendedorismo, trabalho em equipe, visão crítica e social, entre outras. Com a constante mudança no mundo do trabalho e o surgimento de novas tecnologias, essas habilidades são cada vez mais necessárias para os futuros profissionais.

Além disso, o Social Brasilis desenvolveu um projeto piloto para tratar, de forma online e gratuita, sobre o uso da tecnologia e das mídias sociais para fomentar o ciberativismo – o ato do compartilhamento de ideias e projetos de impacto social em rede – e criou seu primeiro programa de embaixadores sociais.

Os embaixadores sociais são pessoas que se interessam pelo empreendedorismo social e tem conhecimento sobre o uso das ferramentas digitais como meio, canal ou parte fundamental da estratégia de ação social desenvolvida com/para a rede.

Marília Leite, de Fortaleza, uma das embaixadoras sociais do Social Brasilis, criou uma ferramenta de comunicação voltada para quem procura algum prestador de serviço e pessoas capacitadas para a atividade desejada, com um detalhe interessante: as pessoas selecionadas integram a comunidade de imigrantes venezuelanos residentes na cidade.

Outro exemplo de embaixador social é a Fabiana Pinho, também de Fortaleza. Fabiana organizou um movimento a nível nacional para limpeza de mangues em todo o Brasil. A ação foi amplamente divulgada pela internet, mobilizando a participação de pessoas de toda a rede.

Sobre a Social Brasilis

A empresa nasceu em 2015 em Fortaleza, Ceará, em uma sala de aula de uma escola pública na periferia da cidade, onde Emanuelly constatou que grande parte de seus alunos da EJA (Educação de jovens e adultos) estavam conectados e utilizavam a internet em seus smartphones para consumir aplicativos de mensagens e redes sociais, porém, não passavam da visualização e do compartilhamento não seguro de informações.

Foi então que Emanuelly chegou a conclusão de que a educação era a resposta para resolução desta e tantas outras inquietações sociais. “Percebi que a falta de acesso, a exclusão social e digital ainda eram problemas latentes e assim veio a ideia de inserir pessoas nessa era 4.0 da inovação, provocando todos a serem protagonistas sociais.”, relata Emanuelly.

Para conhecer mais sobre o trabalho desenvolvido pela Social Brasilis, acesse a página oficial.

Que tal conhecer outros negócios de impacto que estão fazendo a diferença pelo Nordeste? Acesse agora o Mapeamento de Negócios de Impacto do Impacta Nordeste.