Pesquisadores da UFCG criam máquina para tratamento de água; mais de 2.000 litros de água purificada por hora

26 de dezembro de 2019

Por Impacta Nordeste
Com informações de Razões para Acreditar
Foto: Razões para Acreditar


Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) estão realizando testes para dessalinização da água do Açude Velho, um dos lugares mais famosos da região. O Açude comporta até 600 milhões de litros de água e recebe água do esgoto. 

A máquina é constituída por uma membrana com alta capacidade de filtragem que separa a água e seus nutrientes das impurezas. Com o equipamento, é possível tratar até 2.700 litros de água por hora. O custo para seu funcionamento é baixo e simples: precisa apenas de energia elétrica para operar, o que equivale a menos de R$ 1,00 para cada 1 milhão de litros de água tratados. O processo é feito sem uso de aditivos químicos

Segundo Kepler França, professor e coordenador do projeto, todas as toxinas e demais impurezas contidas na água suja são descartados no processo de filtragem. Kepler diz ainda que foram realizados testes de potabilidade da água, cujos níveis estão dentro do recomendado pelo Ministério da Saúde. “Esta tecnologia pode e deve ser instalada em outros lugares onde possa minimizar o impacto da sede e da necessidade de água para as pessoas.”, explica.

Em breve, a equipe de pesquisadores planeja implantar o tratamento da água do Açude Velho de forma definitiva. “A ideia é deixar essa água límpida para melhorar a qualidade de vida dos moradores e o paisagismo da cidade melhorar como um todo.”, afirma Kepler.