Prefeitura de Salvador lança edital para ideias de Impacto Social Positivo

3 de outubro de 2019

A Prefeitura Municipal de Salvador lançou no dia 26 de setembro, no Centro Municipal de Inovação Colabore, localizado no Parque da Cidade (Itaigara), o Edital de Seleção para os Programas de Pré-incubação e Incubação da IN PACTO – Incubadora de Negócios Sociais.

O documento já foi publicado no Diário Oficial do Município e pode ser baixado no endereço www.inpacto.salvador.ba.gov.br. A inscrição é gratuita e deve ser realizada no período entre 26/09 a 13/10.

A seleção, por meio da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) e do Parque Social, ocorrerá para duas modalidades, são elas:

  • O programa de Pré-incubação, direcionado para ideias, projetos ou negócios em fase inicial de desenvolvimento, inovadores e de impacto social positivo, formal ou informal. Essa modalidade terá a duração de 6 meses, e será composta por 86h de suporte e qualificação, com a realização de palestras, consultorias, capacitações, mentorias e assessoria.
  • Já o programa de Incubação, tem como público-alvo negócios já formalizados, em início de operação, inovadores e de impacto social positivo. Terá a duração de 12 meses, com a carga horária de 171 horas e oferecerá suporte e qualificação com a realização de palestras, consultorias, capacitações, mentorias e assessoria.

As propostas selecionadas irão receber, gratuitamente, toda a formação, além de acesso à estrutura física da IN PACTO, com estações de trabalho, salas de reunião e espaço multiuso.

Os interessados em participar do evento de lançamento do edital  devem se inscrever por meio do Formulário de Inscrição Online no site www.inpacto.salvador.ba.gov.br ou na sede da IN PACTO.

Você conhece a InPacto?

A InPacto, criada pela prefeitura de Salvador, é uma incubadora situada no espaço Colabore com a missão de desenvolver negócios sustentáveis, inovadores, de impacto social positivo, oferecendo ambiente favorável e acolhedor, estimulando posturas inovadoras e transformadoras, possibilitando a conquista de autonomia de autogestão, dando suporte técnico e estimulando a criação de novos modelos sociais.