Carnaval Sustentável: Comunidade do Sistema B na Bahia e Secretaria Municipal de Sustentabilidade (SECIS) de Salvador lançam selo de sustentabilidade

3 de fevereiro de 2020

Por Laura Gurgel


Vivemos uma grande mudança de cultura global e local. Temos uma super e única oportunidade de usar a força dos negócios para resolver os problemas sociais e ambientais em nossa cidade e, com isso, construir uma economia em que o sucesso seja medido pelo bem-estar das pessoas, da sociedade e da natureza.

É nisso que a Comunidade do Sistema B na Bahia e a Prefeitura de Salvador através da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência acredita lançando o selo Selo Salvador Sustentável: fomentar aqui e agora uma economia mais justa, inclusiva e sustentável possível no mercado do entretenimento baiano.

A Comunidade do Sistema B na Bahia faz parte da estratégia do Sistema B e é formada por empresários, políticos, formadores de opinião, educadores, profissionais liberais e grandes atores do mercado que buscam incentivar consumidores, trabalhadores, investidores e empresários a apoiarem negócios que são melhores para o Estado e garantir que essa grande mudança aconteça na Bahia.

Dentro do Sistema B, existem mais de 3.000 Empresas B certificadas no Mundo, dentre elas 160 estão no Brasil, que, ao passarem pela Avaliação de Impacto B (BIA) dividida em 5 dimensões – governança, colaboradores, comunidade, meio-ambiente e clientes – atingiram o mínimo de 80 pontos e se tornaram elegíveis para serem certificadas como uma Empresa B. Algumas delas são baseadas na Bahia: Amma Chocolate, Sanar, UNIFACS, Obrigado e Essence Branding. Todas com o objetivo de redefinir o conceito de sucesso nos negócios, considerando não apenas o êxito financeiro, mas também o bem-estar das pessoas, da sociedade e do Planeta.

Inspirados nos critérios da certificação de Empresas B, a Comunidade do Sistema B na Bahia e a Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência redesenharam o Selo Salvador Sustentável* por acreditarem que é possível para todos os Camarotes do Carnaval de Salvador ter um propósito claro e definido de gerar impacto socioambiental positivo, ampliar a sua responsabilidade considerando todas as partes interessadas na sua tomada de decisão e se comprometendo com alto nível de transparência, medindo e reportando o seu impacto.

Sabemos que essa é uma jornada de super longo prazo. Ela não vai acontecer da noite para o dia, mas é muito importante que todos nós estejamos atentos para o nosso papel dentro dessa jornada. As ações de cada cidadão na construção de uma nova economia é tão importante quanto as ações das empresas, pois para construirmos uma nova economia com coesão e confiança onde o sucesso é medido pelo bem-estar das pessoas, da sociedade e da natureza no curto e longo prazo, precisamos das ações de todos. Porque promover a sustentabilidade não é uma posição, promover a sustentabilidade é uma direção. Não existem empresas perfeitas, existem empresas que se comprometem em todos os dias serem uma empresa melhor para o mundo.

Nosso propósito com esse Selo é redefinir o conceito de sucesso nos eventos, começando pelo maior Carnaval de rua do Planeta.

*O “Selo Carnaval Sustentável” não garante a Certificação B para nenhuma empresa que participar do processo de avaliação feito pela Prefeitura. Para buscar a certificação as empresas devem acessar a Avaliação de Impacto B e seguir os passos definidos pelo Sistema B.

Laura Gurgel é co-gestora da Comunidade B Bahia e conselheira-diretora da SER, uma organização facilitadora da transformação positiva através da criação colaborativa de iniciativas inovadoras que promovem o desenvolvimento local. [email protected].org

Gostou do nosso site? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa newsletter e compartilhe com os amigos!