Cientista cearense desenvolve software que pode acelerar o diagnóstico de esquizofrenia

13 de janeiro de 2020

Por Impacta Nordeste
Foto: Rebeca Figueiredo


A esquizofrenia é um distúrbio mental que afeta a capacidade cognitiva do indivíduo. Alucinações, problemas de raciocínio e delírios são alguns dos sintomas. Só no Brasil, cerca de dois milhões de pessoas sofrem com a doença, ainda carregada de preconceitos.

Ainda não se sabe ao certo o que causa a esquizofrenia, portanto, somente uma avaliação clínica e comportamental detalhada do paciente pode concluir o diagnóstico. Porém, esse processo pode levar até dois anos, e até lá, a doença pode evoluir e comprometer o tratamento do paciente.

A neurocientista e psiquiatra Natália Mota, natural do Ceará, desenvolveu durante sua pesquisa de pós-doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) um programa de computador onde é possível diagnosticar a esquizofrenia utilizando apenas 30 segundos da fala do paciente, com 90% de precisão. Isso é possível pois o programa avalia por meio da fala a forma de organização dos pensamentos em seu cérebro.

Graças ao seu trabalho, Natália foi indicada ao Nature Research Award de 2019 na categoria Ciência Inspiradora, tornando-se a 1° brasileira e única sul-americana a receber tal honraria.

Em entrevista para o site AzMina, Natália conta mais sobre seu projeto e seu processo de desenvolvimento, além da importância do prêmio para outras mulheres também cientistas no Brasil. 

Clique aqui e confira a reportagem completa.

Gostou do nosso site? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa newsletter e compartilhe com os amigos!