Desabafo Social abre chamada para iniciativas de comunicação nas periferias; premiação é de até R$ 5 mil

26 de maio de 2020

Por Impacta Nordeste


O Brasil tem 13,6 milhões de pessoas vivendo em favelas. Essa população formaria 5º maior estado do país, atrás de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia. Muitas vezes, a mídia tradicional não tem acesso ao que acontece de fato dentro dessas comunidades, seja para informar fatos positivos ou os reais problemas sociais enfrentados por essa população. Fortalecer a comunicação feita por pessoas e para pessoas desses territórios é de extrema importância para fortalecer a democracia e o acesso à informação.

Com a pandemia de coronavírus, o acesso a informações claras e que levem em consideração as particularidades da população das regiões periféricas é de suma importância, principalmente para combater às “fake news” que são disseminadas nas redes sociais e atrapalham bastante o entendimento do assunto.

Veículos de comunicação existentes nas periferias vem atuando nesse momento justamente para ajudar a levar informação de qualidade para as comunidades. Para contribuir com esse trabalho, a Desabafo Social e o Instituto Galo da Manhã acabam de anunciar uma chamada especial que vai selecionar iniciativas de comunicação nas periferias para receber o apoio de R$ 5 mil.

Segundo as instituições, a chamada tem o objetivo de descobrir como as pessoas estão atuando para informar e conscientizar a população periférica sobre os efeitos da pandemia no país, buscando sempre incentivar o isolamento social de maneira criativa e segura, além de fortalecer a comunicação feita na periferia.

Para participar, basta que o interessado reúna-se com um grupo de pessoas e propor alguma ideia criativa e informativa (audiovisual, podcasts e rádio, portais de notícia, artivismo e ações da vizinhança), levando em consideração os pontos abaixo:

  • Abordar o atual cenário do Brasil 
  • Pontuar os riscos do COVID-19
  • Dicas práticas de prevenção
  • Renda básica
  • Trabalho autônomo
  • Política
  • Direitos humanos
  • Informações que facilitem o uso tecnológico (aplicativos do governo, sites para procura de trabalho, aplicativos que ajudam no planejamento financeiro, etc)

Além destes itens, as ações também serão avaliadas através de iniciativas que fortaleçam atividades comunitárias, como distribuição de cestas básicas e itens de higiene, produtos e serviços de empreendedores locais e iniciativas de apoio à saúde mental. O impacto que tal iniciativa está gerando na periferia também será critério de avaliação. 

As inscrições seguem até o dia 13 de junho. Para mais informações sobre a chamada e realizar a sua inscrição, acesse o site oficial.

Gostou do nosso site? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa newsletter e compartilhe com os amigos!