O que os investidores buscam na hora de investir em negócios socioambientais?

9 de abril de 2020

Por Impacta Nordeste


O mercado de impacto social no Brasil é bem recente. Embora já seja observado um crescimento expressivo no país, conceitos, modelos e estratégias de negócio para fundamentá-lo ainda estão sendo construídos.

O mesmo vale para os investidores, que, para acompanhar essa tendência, estão moldando novas estratégias e visões para investir neste setor e assim, conseguir reconhecer boas oportunidades de investimento.

Vale destacar que o investimento em negócios de impacto socioambiental não deve ser confundido com filantropia. Os investidores buscam modelo de negócios que proporcionem impacto social e retorno financeiro. Para entender melhor esse conceito, clique aqui para ler sobre Finanças Sociais.

A Pipe.Social, plataforma que conecta negócios com quem investe e fomenta o ecossistema de impacto no Brasil, já acompanha a jornada do empreendedor social no Brasil desde 2017. 

Este ano, a organização publicou o estudo Scoring de Investimentos de Impacto para mostrar o lado dos investidores e entender quais são os seus maiores desafios e expectativas dentro do ecossistema. O estudo foi resultado de uma pesquisa feita em 2019 com investidores e empreendedores de todo o país.

No artigo de hoje, vamos falar os principais pontos discutidos nesse estudo para ajudar você, empreendedor social, a entender como funciona a jornada dos investidores que desejam investir nos negócios de impacto.

As perspectivas do mercado global dos negócios de impacto

O estudo Scoring de Investimentos de Impacto traz logo no percepções do mercado de impacto do ponto de vista global e nacional baseado no estudo publicado pela Global Impact Investing Network (GIIN), publicado em abril de 2019.

Pelo mundo, entre as principais dificuldades que os investidores encontram ao avaliarem um negócio de impacto estão a falta de capital para apoiar projetos mais arriscados, as formas limitadas de mensuração do nível de impacto pretendido pelo negócio e a falta de oportunidade de investimentos de alta qualidade com bons históricos (track records).

Já no Brasil, a captação de recursos e disponibilidade de capital e o desenvolvimento dos atores do ecossistema são os maiores desafios encontrados pelos investidores. Além disso, ainda há uma preferência em utilizar meios próprios para mensurar os processos de desenvolvimento do negócio.

Mas, o que os investidores buscam, de fato, ao investir neste tipo de negócio? 

Segundo estudo publicado pela Pipe.Social, os critérios podem mudar de acordo o mecanismo de investimento e estágio em que o negócio se encontra. No entanto, ao avaliarem um negócio de impacto, a estrutura é analisada a partir de três dimensões: 

  • Empreendedores e sua equipe;
  • Desempenho do negócio (números que comprovem o desenvolvimento do negócio; gestão bem estruturada e que tenha características disruptivas relevantes dentro do setor onde atua);
  • Tipo de impacto gerado ou pretendido.

Os resultados obtidos desta análise foram integrados à outros 22 indicadores de investimento de impacto. São eles:

  • Indicadores de avaliação de empreendedores/equipe: formação educacional, experiência, conhecimento do negócio, complementaridade do time, comprometimento, reputação, referências, grau de coachability.
  • Indicadores de avaliação de negócio: solução (produto/serviço), fase da jornada, modelo de negócio, gestão financeira, quadro acionário, governança, mercado potencial, potencial de escala, potencial de saída.
  • Indicadores de avaliação de impacto: relevância do problema, intencionalidade, tese de mudança, mediação de impacto.

Vale lembrar que os investimentos só fazem sentido quando se trata de negócios com alto potencial de multiplicação do capital, ou seja escalável. Isso se explica pelo fato de que estes gestores e investidores-anjo já possuem larga experiência no mercado financeiro tradicional.

Já a prospecção de negócios acontece de várias formas. Desde à eventos do ecossistema de impacto e de empreendedorismo, chamadas institucionais, e a busca de referências com parceiros do ecossistema de impacto. Os investidores também podem entrar em contato com o empreendedor no próprio site da organização ou por indicações de parceiros em geral.

Como vimos, este levantamento realizado pela Pipe.Social serve como um guia prático para ajudar você, empreendedor social, a entender como captar investidores para impulsionar seu negócio. Para conferir o estudo detalhado, clique aqui.

Se você está com seu negócio de impacto ainda em fase inicial e precisa ganhar visibilidade e impulsioná-lo, ou se você possui um negócio estruturado pronto para decolar e quer apresentar sua solução para investidores, a gente tem um recado para você!

O portal Impacta Nordeste está lançando a 1° Chamada Impacta Nordeste de Negócios Socioambientais, que vai selecionar e premiar negócios de impacto social na região Nordeste. Lembrando que a chamada abrange negócios socioambientais em qualquer fase de desenvolvimento, ok?

Para participar, as iniciativas devem se dedicar a um ou mais dos seguintes desafios:

  • Um mundo justo, seguro e sem pobreza;
  • Saúde e bem estar;
  • Educação, habilidades e trabalho;
  • Meio ambiente e sustentabilidade.

Além da oportunidade que os empreendedores terão de apresentar o negócio para o ecossistema de empreendedorismo e inovação, também irão concorrer ao Prêmio Impacta Nordeste, que vai dar R$ 3 mil para os ganhadores de cada uma das quatro categorias, além de uma rodada de speed dating (apresentação das soluções propostas pelos empreendedores para se conectar com potenciais investidores) para os negócios em estágio de escala e pré-escala.

A 1° Chamada Impacta Nordeste de Negócios Socioambientais é realizada pelo portal Impacta Nordeste e conta com o apoio do Instituto Sabin e Sebrae RN e parceira da NESt e In3citi, com busca e seleção da Pipe.Social.

As inscrições vão até o dia 10 de maio. Para mais informações, clique aqui e participe!

Gostou do nosso site? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa newsletter e compartilhe com os amigos!