OportunidadesOrganizaçõesPolíticas Públicas

ONU-Habitat abre edital para Laboratório de Desenvolvimento Urbano Sustentável em Alagoas

2 mins de leitura

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) no Brasil está em busca de uma instituição sem fins lucrativos que apoie a criação de um Laboratório de Planejamento e Projetos para o Desenvolvimento Urbano Sustentável de Alagoas. (Foto: Grota Ouro Preto, assentamento informal em Maceió, Alagoas | ONU-Habitat)

*Com informações da ONU.

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) no Brasil está em busca de uma instituição sem fins lucrativos que apoie a criação de um Laboratório de Planejamento e Projetos para o Desenvolvimento Urbano Sustentável de Alagoas. A organização deverá implementar atividades colaborativas e de imersão em dois programas prioritários executados pelo governo do estado, com o objetivo de propor novas abordagens e soluções para intervenções urbanas nas grotas de Maceió e em outros municípios alagoanos. Para participar, a instituição precisa ter atuação comprovada nas áreas do projeto. O prazo para inscrição se encerra no dia 23 de maio.

Desde 2017, o ONU-Habitat atua em parceria com o governo do estado de Alagoas na elaboração de diagnósticos, estratégias e ampliação das capacidades técnicas que contribuam para o desenvolvimento urbano sustentável. A agência tem cooperado com dados, informações e diretrizes para apoiar os atores locais a implementar iniciativas que melhorem os indicadores urbanos e socioeconômicos locais, sobretudo dos assentamentos mais precários da capital. Este apoio técnico e normativo tem sido fundamental para elaborar projetos e políticas baseadas em evidências, capazes de responder de forma eficaz às múltiplas e urgentes necessidades da população mais vulnerabilizada de Maceió.

O Laboratório de Desenvolvimento Urbano Sustentável realizará uma contribuição essencial nesse esforço de capacitação técnica para a elaboração de políticas públicas alinhadas à Agenda 2030 e à Nova Agenda Urbana. A iniciativa deverá organizar uma série de atividades de imersão, envolvendo funcionários públicos, acadêmicos e a sociedade civil para se debruçar sobre dois dos principais programas de desenvolvimento urbano alagoanos, o Vida Nova nas Grotas e o Minha Cidade Linda. Essas práticas serão baseadas na metodologia Urban Lab do ONU-Habitat. O objetivo desta etapa será proporcionar maior compreensão sobre a complexidade dos projetos e de seus impactos, propondo estratégias e soluções inovadoras que promovam questões transversais às políticas públicas, como direitos humanos, mudança climática, redução da desigualdade, gênero, raça, juventude e cultura.

“Nesta segunda fase do projeto, o Laboratório será a oportunidade de intensificarmos o apoio ao governo de Alagoas na incorporação de estratégias inovadoras em seus programas prioritários, através de uma visão integrada e sustentável do desenvolvimento urbano, direcionada tanto à capital Maceió, quanto para os pequenos e médios municípios do estado. As atividades previstas serão realizadas de modo colaborativo, visando engajar os participantes na tarefa de consolidar boas práticas, qualificar os programas públicos e estimular a criação de soluções transformadoras, com impactos efetivos na melhoria da qualidade de vida de cidadãs e cidadãos alagoanos”, explica o coordenador de Programas do ONU-Habitat responsável pelo projeto em Alagoas, Alex Rosa.

O diálogo entre os diferentes setores da sociedade, o processo participativo e colaborativo e a adoção de soluções baseadas em evidências constituem os pilares para a melhoria da vida nas cidades. O Laboratório de Desenvolvimento Urbano Sustentável conjuga essas vertentes e contribui no esforço do ONU-Habitat para que nenhuma pessoa e nenhum território fique para trás.

Para acessar o edital, clique aqui.

Assine nossa neswletter