NegóciosOrganizações

Programa do Governo Britânico abre novas turmas para apoiar empreendedoras de tecnologia no Brasil

5 mins de leitura

O programa Future Females Business School , oferecido pela missão diplomática do Governo Britânico no Brasil através do UK-Brazil Tech Hub, vai capacitar empreendedoras brasileiras que possuem uma ideia ou negócio de base tecnológica com impacto social e ambiental positivo

Estão abertas as inscrições para as novas turmas da Future Females Business School, programa oferecido pela missão diplomática do Governo Britânico no Brasil através do UK-Brazil Tech Hub. A iniciativa oferece duas opções de turmas com início em Setembro de 2021: uma voltada a iniciativas de impacto com tecnologia em diferentes setores – oferecida em português, e outra específica para GreenTechs e ClimaTechs – oferecida em inglês.

Serão disponibilizadas 40 vagas para a turma de Impacto com Tecnologia e 30 vagas para iniciativas em GreenTech/ClimaTech. A participação é gratuita. A turma para GreenTechs e ClimaTechs – tecnologias verdes e soluções climáticas, faz parte dos esforços do Governo do Reino Unido e da Future Females para ajudar a combater a crise climática e atingir as metas da COP26 – 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática – por meio de tecnologia e da liderança feminina.

O programa Future Females Business School tem duração de 12 semanas e oferece oportunidades de capacitação, mentorias coletivas e individuais e conexões para que as empreendedoras possam iniciar e desenvolver seus negócios digitais de impacto global.

O objetivo é capacita-las quanto às habilidades e melhores práticas necessárias para iniciar e desenvolver negócios sustentáveis que utilizam a tecnologia para gerar renda e impactar positivamente as comunidades locais e globais. As participantes terão acesso a aulas práticas, questionários, cadernos de atividades, mentorias coletivas e individuais, além dos encontros semanais.

As inscrições estarão abertas até 24 de agosto e podem ser feitas através do link: https://bit.ly/FutureFemalessetembro. As candidatas aprovadas nesta primeira etapa serão convidadas para uma entrevista com uma pessoa da equipe do programa, que ajudará a validar a ideia e direção de negócios, garantindo que o programa é o mais adequado para cada candidata.

As primeiras turmas da Future Females Business School no Brasil receberam inscrições de mais de 1000 iniciativas de tecnologia lideradas por mulheres de todas as regiões do Brasil. As startups aprovadas nas turmas anteriores são atuantes em diferentes segmentos, como: Agtechs, Edtechs, Fintechs, Varejo e E-commerce, Economia Criativa, HealthTechs, HRtechs, LawTechs, ClimaTechs e Serviços. A maioria dos negócios inscritos começou entre 2019 e 2020, tendo até 20 clientes. Durante as 12 semanas do programa, as participantes desenvolveram seus negócios, com o apoio de uma comunidade de mulheres empreendedoras que criam um espaço seguro para compartilharem conhecimentos, dúvidas e objetivos. Foram realizadas até agora mais de 150 mentorias individuais e 60 sessões de mentoria em grupo.

“O grande sucesso da primeira turma do programa Future Females no Brasil nos inspira a continuar apoiando mais mulheres brasileiras empreendendo com tecnologias de impacto. Os desafios urgentes que enfrentamos no país e no mundo só serão resolvidos quando mais mulheres estiverem à frente da tomada de decisões, propondo soluções inovadoras através de perspectivas diversas.”

Andrea Motta, Diretora do UK Brazil Tech Hub

Melanie Hopkins, Encarregada de Negócios da missão diplomática do Reino Unido no Brasil, afirma estar orgulhosa da contínua parceira entre o UK-Brazil Tech Hub e a Future Females. “O programa é um passo importante pela equidade, apoiando mulheres de todo o Brasil e de diferentes contextos ao disponibilizar as ferramentas necessárias para que elas tenham as habilidades, a confiança e as conexões importantes para desenvolver seus negócios. E, além de tudo, esta nova turma focada em negócios de impacto pela ação climática é mais uma iniciativa interessante em nosso caminho de apoiar o Brasil rumo à COP26”.

Para quem são estes programas?

Os programas são ideais para empreendedoras brasileiras com uma ideia ou negócio de base tecnológica em estágio inicial que criam impacto social ou ambiental positivo, abordando questões sociais como pobreza e desigualdades e/ou questões ambientais como as relacionadas às mudanças climáticas.

E, para a turma focada em GreenTechs e ClimaTechs, fundadoras de negócios em todos os setores inclusos nessas áreas podem participar, contanto que tenham o compromisso de garantir emissões zero, seja ajudando a proteger comunidades e ecossistemas, construindo uma agricultura resiliente e sustentável, mobilizando finanças verdes ou criando uma solução na economia circular ou outras ações importantes para a preservação do meio ambiente e o combate às mudanças climáticas.

Os programas são inclusivos, encorajando mulheres cisgênero, transgênero e não-binárias a se candidatarem. Fundadores e cofundadores homens que apoiem o empreendedorismo feminino digital também são bem-vindos. Brasileiras baseadas em qualquer região podem se inscrever e encorajamos as inscrições de mais mulheres das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e cidades rurais fora das capitais brasileiras.

O que está incluso nos programas?

Tanto o programa de Impacto com Tecnologia quanto o destinado às GreenTechs e ClimaTechs são compostos por 10 módulos que conduzem as empreendedoras através de uma jornada para iniciar e expandir um negócio digital de impacto global. As participantes aprenderão como escrever um plano de negócios eficaz, como encontrar e alcançar clientes ideais e como usar a tecnologia para construir sua presença e escala digital. Os programas também apresentam especialistas convidadas – empreendedoras em série, executivas, mentoras – que atuam com temas relacionados ao empreendedorismo, como Mudança de Carreira, Linkedin, Funil de Vendas, entre outros.

Os programas são online e, ao final, haverá um evento virtual de graduação, onde serão entregues certificados de conclusão e todas as participantes poderão fazer networking e comemorar suas conquistas e seus negócios!

Uma iniciativa importante para o Brasil

As mulheres estão sub-representadas nos ecossistemas brasileiros de tecnologia e inovação. De acordo com a Associação Brasileira de Startups, apenas 12,6% das startups brasileiras têm mulheres entre os fundadores, sendo que 26,9% sequer têm mulheres no time. Além disso, apenas 3% das PMEs brasileiras chegam aos mercados internacionais, de acordo com o Global Entrepreneurship Monitor, que exclui a grande maioria das empreendedoras brasileiras dos benefícios de aumento de produtividade, competitividade e receita. O programa Future Females Business School busca ajudar as mulheres brasileiras a mudar esses números, conectando empreendedoras a uma rede global de apoio de fundadoras, mentoras, investidoras e especialistas com o mesmo propósito.

O que é o UK-Brazil Tech Hub?

O UK-Brazil Tech Hub é parte do Programa de Cooperação entre Reino Unido e Brasil em Acesso Digital. Ele tem como objetivo apoiar o desenvolvimento dos ecossistemas brasileiros de tecnologias de impacto por meio de formações de habilidades digitais e empreendedoras, inclusão digital, e apoio para o crescimento de startups de “tech for good”. O UK-Brazil Tech Hub faz parte da Rede International Tech Hub (ITHN) que opera também na África do Sul, Nigéria, Quênia, Indonésia e Israel.

O que é a Future Females?

A Future Females é um movimento criado para aumentar o número e o sucesso das mulheres empreendendo com tecnologia no mundo. Desde a sua concepção em agosto de 2017 na Cidade do Cabo, África do Sul, tem crescido imensamente. Atualmente ostentando presença em 36 locais ao redor do globo, onde hospeda eventos regulares para sua comunidade engajada de mais de 80.000 membras e oferece programas de treinamento como o Future Females Business School.

Assine nossa neswletter