Como pequenas e médias indústrias podem contribuir para a sustentabilidade

28 de novembro de 2019

Por Impacta Nordeste
Foto: Divulgação


Muitas indústrias e seus processos produtivos produzem grande impacto ambiental e, por isso, as empresas precisam adotar medidas para compensar a produção de gás carbônico (CO2) ao meio ambiente.

Algumas grandes indústrias brasileiras são engajadas com práticas de responsabilidade social e sustentabilidade ambiental na cadeia de produção e no modo de descarte correto de resíduos. No entanto, engana-se quem pensa que a inclusão de medidas sustentáveis se restringem apenas a empresas de maior porte.

Um exemplo disso é a Polo Salvador, única indústria da capital baiana que opera com energia 100% solar, além de um sistema de reaproveitamento de até 70% da água das chuvas. Também é a primeira indústria têxtil brasileira a produzir camisa polo com zero adição de carbono.

Isso foi possível por meio das ações realizadas pela empresa, como a autossuficiência em energia solar, que compensou a “pegada” (ou emissão) de carbono da linha de camisas 100% algodão, considerando a produção anual de 240 mil peças.

Hari Hartmann, fundador da Polo Salvador, sempre foi um entusiasta da sustentabilidade. Geólogo por formação, Harmann buscou incluir soluções sustentáveis na dinâmica da sua empresa, desde a fabricação dos tecidos até o modo de descarte dos resíduos.

“Reduzindo os desperdícios, temos maior eficiência no processo industrial e menor investimento para soluções de problemas ambientais.Também nos tornamos mais competitivos ao diminuirmos o uso de matérias-primas, economizando na geração de energia e consumo de água”, afirma Hartmann. Hoje, a industria têxtil é uma das maiores poluidoras do mundo e exemplos como a Polo Salvador apontam um caminho para reverter esse quadro.

As boas práticas da empresa lhe renderam o Prêmio Boas Práticas Sustentáveis – Salvador 2019, em cerimônia realizada no dia 8 de novembro, durante a abertura oficial da terceira edição da Virada Sustentável Salvador, no Teatro Vila Velha.

Doação de retalhos de tecidos para projetos sociais

Além dos investimentos realizados no processo de produção, a empresa adotou outras medidas socialmente responsáveis. Quase 1 tonelada de restos de tecidos são doados mensalmente pela Polo Salvador para dezenas de entidades que executam projetos sociais na capital baiana. Com os tecidos, são feitos estopas, fuxicos e outros itens de artesanato. Além disso, os resíduos são fornecidos para indústria automobilística e empresas que trabalham com reciclagem.

Outro exemplos de atividades sustentáveis exercidas pela Polo Salvador são:

  • compostagem de resíduos orgânicos, utilizados na adubação de grama e plantas em um espaço dividido com mais outras 20 indústrias.
  • linhas de camisetas ecológicas feitas com poliéster reciclado de garrafas PET, fio de reciclagens e algodão orgânico.
  • Polo Ciclo Sustentável: o cliente leva alguma camisa polo sem uso para a sede da Polo Salvador, que posteriormente será encaminhada para etapa de reciclagem, onde o tecido é restaurado.

Rótulo Ecológico ABNT

Em outubro de 2019, a Polo Salvador se juntou à outras empresas e conseguiu o selo Rótulo Ecológico emitido pela ABNT. O selo foi feito para empresas que estão preocupadas com questões socioambientais e adotaram medidas ecológicas nas atividades referentes aos processo de produção. 

Após solicitar o selo, a empresa passa por uma auditoria da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), onde é analisado todo o processo de produção levando em consideração critérios como impacto ambiental no ar, água e na saúde, desde a aquisição da matéria-prima até o descarte dos resíduos.

Além de ser positivo para a imagem da empresa no mercado, o Rótulo Ecológico ajuda os consumidores a escolher de maneira mais assertiva os produtos e serviços que não agridem o meio ambiente e sua saúde.

“A aplicação de ações sustentáveis na pequena indústria geram oportunidades de negócios. Com o cuidado ao meio ambiente e com as ações sociais proativas construímos a imagem de fornecedor verde. Esse reconhecimento nos motiva para continuar trabalhando com esse foco, assim como ajuda a inspirar outras empresas a aderir práticas voltadas para a sustentabilidade.”, conclui Hari Hartmann.

Gostou da nossa página? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa Newsletter e compartilhe com os amigos!