Conheça o Prêmio Juventude Rural Inovadora na América Latina; inscrições seguem até 29 de fevereiro

21 de fevereiro de 2020

Por Impacta Nordeste
Foto: IFAD / Carla Francescutti


No Brasil, 40% da população economicamente ativa no país tem a agricultura familiar como fonte de renda. O número expressivo é resultado do investimento crescente de empresas, cooperativas e instituições para o desenvolvimento de técnicas inovadoras de cultivo criadas pelos próprios agricultores, geralmente com viés sustentável.

Com isso, novas oportunidades de emprego foram/estão surgindo para dezenas de famílias, principalmente a população jovem que se deslocava da zona rural rumo à capital para ingressar no mercado de trabalho. O crescimento desses investimentos na agricultura familiar surge também como um meio de manter o jovem na região e, assim, conquistar sua própria fonte de renda. 

Hoje a agricultura agroecológica é considerada uma poderosa ferramenta dentro do ecossistema dos negócios de impacto social em todo o mundo, principalmente nos países subdesenvolvidos e emergentes, como é o caso do Brasil, em especial a região Nordeste, e demais nações da América Latina.

Pensando nisso, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), agência especializada das Nações Unidas que atua há mais de 40 anos no combate à pobreza na zona rural nos países em desenvolvimento para erradicar a desnutrição, aumentar a produtividade e renda local, criou o Premio a La Innovación Juvenil Rural de América Latina Y Caribe (Prêmio à Juventude Rural Inovadora da América Latina e Caribe), que tem como objetivo identificar, premiar e divulgar iniciativas inovadoras e sustentáveis de jovens moradores de países da América Latina e Caribe.

As iniciativas que desejam concorrer ao prêmio devem apresentar soluções tecnológicas e efetivas aplicadas atualmente nas questões relativas à área rural, em especial para os pequenos produtores locais, como por exemplo novos métodos de produção, criação de novas estruturas de mercado e desenvolvimento de novas fontes de suprimento de matérias-primas.

A premiação é dividida em nove categorias, sendo oito técnicas e uma categoria destaque. São elas:

  • Ação climática
  • Comunicação e tecnologia
  • Conservação
  • Educação
  • Geração de Renda
  • Inclusão financeira
  • Segurança alimentar
  • Sustentabilidade
  • Inclusão de grupos vulneráveis (Destaque)

Para participar, os candidatos devem ter entre 18 e 35 anos e ser nativo ou residente de algum país da América Latina ou Caribe. Em casos de grupos, pelo menos 80% dos integrantes também devem ter faixa etária de 18 à 35 anos.

As inscrições para o Prêmio à Juventude Rural Inovadora da América Latina e Caribe vão até o dia 29 de fevereiro. Acesse agora mesmo o site oficial para saber maiores informações sobre a premiação e participe!

Gostou do nosso site? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa newsletter e compartilhe com os amigos!