O que jovens podem fazer para resolver desafios globais e como ajudá-los?

12 de junho de 2020

Por Impacta Nordeste

Incluir a juventude na luta para resolver os principais desafios globais vai além de fazer o bem. A vontade de transformar a realidade é um caminho para construir novos líderes e pode ajudar jovens na escolha de qual profissão seguir, além de desenvolver competências fundamentais.


Quando somos jovens, o desejo de mudar o mundo a nossa volta é intenso e inspirador. Há uma voz que grita em nosso subconsciente e se questiona o tempo todo sobre desigualdades, oportunidades desperdiçadas, violência, racismo.

“Se tudo isso é produto de um sistema é falho, então o que fazer para mudar? Como posso transformar a realidade em que vivo? E quem vai me ajudar?”

Questionar o “sistema” é inerente à juventude. Quando crescemos, observamos um apanhado de regras que nem sempre fazem sentido diante de nossa realidade. Nesse momento, há diferentes a caminhos possíveis. Alguns jovens adotam uma postura rebelde, outros se engajam em diferentes correntes políticas e/ou religiosas. Alguns se tornam desesperançosos com os rumos e simplesmente adotam uma postura cética.

Os anos passam, o jovem de ontem cresceu e hoje tem outras prioridades na vida, deixando para trás grande parte daquele idealismo. Mas o mesmo discurso permanece vivo entre quem é jovem agora e vai permanecer para as próximas gerações.

Para quem se interessa em discutir e debater sobre problemas sociais, basta passar alguns minutos em qualquer rede social para encontrar diversos grupos de jovens, reunidos e engajados em defender sua bandeira em um espaço onde eles tem a certeza de que sua voz vai, sim, ser ouvida.

Embora a internet seja ferramenta essencial para fomentar o debate, é interessante que esse engajamento comece no mundo real. É nele que observamos de perto outras realidades que nos ajudam a compreender melhor os problemas reais, a desenvolver empatia e pensar em soluções efetivas para transformar o nosso entorno. É preciso sair da bolha! O ambiente online deve ser uma ferramenta que vai auxiliar esse processo.

Alunos participantes do projeto Social Maker criam planos de ação para resolver problemas em seu bairro. Foto: Visão Social / Social Maker

Para isso é fundamental criar espaços seguros, onde as opiniões possam fluir com respeito e proporcionar a troca de experiencias que nos permite conhecer outras realidades. Muitas vezes esse lugar é a escola ou universidade. Se é na fase escolar onde temos maior tempo para exercer a criatividade, então porque não começar essa jornada transformadora?

Há diferentes formas de canalizar a energia criativa e disruptiva dos jovens. Criar desafios, projetos e iniciativas com o objetivo de mudar a realidade de um bairro, por exemplo, além de incentivar a participação ativa da comunidade, pode contribuir para a formação de futuros líderes e desenvolver competências fundamentais como trabalho em equipe, inteligencia emocional e raciocínio lógico.

O Impacta Nordeste acredita e defende o engajamento de jovens. Aqui no portal, na seção “Quem Faz“, você pode conferir diversas histórias incríveis de jovens que se engajaram com as causas sociais ainda cedo e, a partir de um determinado problema, criaram negócios de impacto social ou projetos inspiradores, mudando a realidade de milhares de pessoas no Nordeste e no mundo.

Para aqueles que já estão no mercado de trabalho ou estão a procura do primeiro emprego, sabia que participar de ações sociais pode ser um diferencial no currículo durante o processo seletivo em empresas? Para os recrutadores, isso demonstra que o candidato tem grande senso de responsabilidade e empatia, elementos essenciais em qualquer relação de trabalho.

Se você é jovem e gostaria de dar os primeiros passos para transformar a sua realidade ou se você trabalha com jovens e gostaria de ajuda-los nessa jornada, conheça essas duas iniciativas parceiras aqui do portal Impacta Nordeste, o Dia Internacional da Juventude e o Social Hack. São ótimas oportunidades para iniciar esse caminho de transformação, não só do mundo, mas também pessoal.

Confira!

Social Hack 

O Social Hack é um evento criado pelo Sebrae no estilo hackathon onde jovens universitários de todo o Brasil se reúnem para desenvolver negócios de impacto social inovadores que estejam alinhados com os objetivos globais de desenvolvimento sustentável da ONU.

Durante a intensa jornada de 55 horas, os participantes vão se reunir em equipes para criar e trabalhar na ideia, além de contar com a mentoria de profissionais de diversas áreas, como tecnologia e negócios de impacto social, para ajudá-los no processo. Ao final da competição, as equipes vão apresentar suas ideias para um grupo de jurados e torcer para conquistar um lugar no pódio do Social Hack.

Vencedores da 1ª edição do Social Hack Sebrae. Foto: Sebrae/RN

A 2° edição do Social Hack já tem data marcada para acontecer: de 18 à 20 de junho, em edição 100% online. As inscrições seguem até o dia 15/06.
Se interessou em fazer parte do Social Hack? Acesse agora o site oficial do evento, faça sua inscrição e siga as rede sociais do Social Hack (@socialhack20) para ficar por dentro de tudo que acontece no evento.

Dia Internacional da Juventude

O Dia Internacional da Juventude (IYD, em inglês) é uma iniciativa criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem como objetivo conscientizar os jovens a pensarem sobre o seu papel na sociedade no presente e no futuro. 

O Dia Internacional da Juventude (IYD) é sobre ação e protagonismo jovem! Quem realiza os eventos são eles. Para participar desse movimento e se tornar um(a) FAZEDOR(A) é só se inscrever no formulário clicando aqui. Você pode se inscrever agora e definir os detalhes do evento depois. A missão é preparar uma atividade/evento sobre o tema do ano: Engajamento Jovem para Ação Global. Depois é fazer acontecer entre os dias 5 e 19 de agosto. Quando receber o Guia do Participante, você já poderá começar a planejar sua atividade! Compartilhe e interaja por meio das rede sociais do do IYD (@IYD). Você também irá contar com o apoio do embaixador local na sua região.

Ação do Dia Internacional da Juventude no Colégio Estadual Dom Fernando I, em Goiania. Foto: Consed

Diversos jovens em escolas e universidades participam da ação. É uma ótima oportunidade para professores engajarem seus alunos em atividades onde eles aprendem e transformam. Em 2019 o Brasil foi um dos países com mais jovens engajados, com um total de 152 ações. Clique aqui para conferir como foi!

Gostou do nosso site? Siga o Impacta Nordeste, assine a nossa newsletter e compartilhe com os amigos!