‘SerTãoMar’ vence competição Social Hack na 57° edição da Festa do Boi, em Parnamirim – RN

22 de outubro de 2019

Fotos: Sebrae RN

Alunos da Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa) – Campus Mossoró, Rio Grande do Norte, foram os grandes vencedores do Social Hack, uma competição no estilo hackthon voltada para identificar soluções problemas socioambientais. O Social Hack foi promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, nos dias 14 e 15, no Espaço Terroir, durante a 57ª Festa do Boi, tradicional evento regional que acontece no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim.

(Já contamos como o Sebrae RN tem ajudado a fomentar a inovação social no Rio Grande do Norte. Clique aqui para ler.)

O projeto vencedor intitulado “SerTãoMar” foi idealizado pelos estudantes André Ferreira, Cayky Lopes, Janaína Honória, Nilgleane e Aline Gabriele, que tem como objetivo estimular a criação de peixes da espécie tilápia vermelha, geneticamente modificada, em águas salinas encontrada em poços inativos, bastante comum em alguns municípios da região oeste do estado.

A tilápia vermelha é resultado da reprodução da linhagem de vários tipos de tilápia, e que foram obtidos por Aline Gabriele durante seus estudos para conclusão do Mestrado. Segundo a estudante, são animais facilmente adaptáveis a água salgada e a cor vermelha torna-se um ótimo atrativo para os consumidores.

De acordo com o grupo vencedor, a reutilização destes poços inativos para criação de diversos peixes de água salgada é uma alternativa eficiente de geração de renda para os pequenos produtores locais, além de aumento significativo da produção de alimentos naquela região.

Confira abaixo a lista de vencedores do Social Hack!

1° lugar: Projeto Ser Tão Mar

Equipe da Universidade Federal do Semi-Árido – Campus Mossoró (Foto: Sebrae)

Equipe: estudantes da Universidade Federal do Semi-Árido (Campus – Mossoró)

Proposta: criação de peixes da espécie tilápia vermelha em poços de água salina.

2° lugar: Projeto Nutrivida

Equipe do IFRN – São Gonçalo do Amarante (Foto: Sebrae RN)

Equipe: estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Campus – São Gonçalo do Amarante)

Proposta: reutilização de partes descartadas do camarão (casca, cabeça e cauda) para a produção de alimentos nutritivos e oferecidos para crianças de baixa renda.

3° lugar: Projeto Vila Móvel Materna-Infantil 

Equipe da faculdade Anhanguera – Currais Novos

Equipe: estudantes da faculdade Anhanguera (Campus – Currais Novos)

Proposta: oferecer consultas com preços acessível para pessoas de baixa renda; dar oportunidade a médicos recém-formados e contribuir para a promoção da saúde de crianças e mulheres moradoras de cidades do interior do Rio Grande do Norte.