Economia CriativaImpacta+

Geleia Total utiliza a comunicação para valorizar a arte e a cultura do Piauí

3 mins de leitura

Portal faz uso do marketing digital para promover a produção cultural piauiense e dar visibilidade aos artistas locais. (Foto: Entrevista com a cantora e compositora Monise Borges. Arquivo Geleia Total)

Uma boa comunicação fala com diferentes públicos e é uma grande aliada na mobilização e engajamento em prol de um tema que é de interesse de todos. Nos negócios de impacto, ela tem o poder de difundir o seu propósito e potencializar o alcance de cada ação.

Quando a comunicação e a tecnologia são associadas e utilizadas por uma boa causa, ambas podem ser transformadoras. É o que está acontecendo com muita intensidade na economia criativa, que com o avanço da tecnologia e novas técnicas de marketing digital, está deixando de ser restrita a alguns nichos, para ganhar visibilidade. Essa mudança traz à tona iniciativas realizadas em diversos locais e o engajamento do público que acredita nos mesmos valores.

A comunicação tem o poder de valorizar e fomentar a arte e a identidade cultural de um estado e de sua população. Por meio de um conteúdo de qualidade, ela reforça, valoriza e também incentiva o desenvolvimento regional.

Esse é o objetivo do portal Geleia Total, que usa o poder da comunicação para valorizar a produção cultural piauiense e assim dar visibilidade aos artistas locais, levando conteúdo sobre arte e cultura para o público em geral. 

A empresa foi a ganhadora, na categoria Mídias, do prêmio regional do Mapeamento Sebrae de Economia Criativa do Nordeste. A iniciativa realizada pelo Sebrae em parceria com o Impacta Nordeste teve como objetivo compreender melhor o ecossistema de economia criativa no região. Foram mapeadas 515 negócios baseados no capital intelectual, cultural e na criatividade e que geram valor econômico.

Geleia Total

Encontro de 2ª sobre cultura indígena. (Foto: Geleia Total)

O Geleia Total nasceu em 2014 e tem como missão a valorização da arte e cultura do Piauí, sendo um espaço de diálogo artístico, atuando no sentido de divulgar e produzir a cultura do estado. A ideia surgiu da inquietação de seu idealizador, Noé Filho, em ver tantos artistas locais sem ter o reconhecimento que mereciam e muitos piauienses não conhecendo a sua própria cultura.

“Pensei em criar um projeto que pudesse focar na divulgação da produção cultural piauiense, ajudando os artistas locais a terem mais visibilidade e levando todo esse conteúdo sobre a arte e cultura do Piauí para o público, por meio das plataformas digitais ao alcance de todos”, explica.

A Geleia Total atua por meio do portal e das redes sociais comprovando que o uso da tecnologia e da comunicação de forma eficiente tem o poder de engajar o público. “No nosso caso, valorizar a arte e a cultura piauiense contribui bastante na movimentação da economia criativa e em instigar os diversos agentes da sociedade a fazer uso do poder criativo da nossa cultura e dos nossos artistas, além de provocar mudanças importantes na nossa sociedade e empoderar projetos relevantes”, afirma.

“Só se valoriza, o que se conhece. Nós acreditamos no poder dos bons exemplos e de quem, com todas as dificuldades, faz arte e história.”

Segundo Noé, a qualidade do conteúdo produzido é mais importante do que qualquer outro critério, já que a intenção é que todas as informações também sirvam de registro histórico da produção cultural do Piauí. “Só se valoriza, o que se conhece. Nós acreditamos no poder dos bons exemplos e de quem, com todas as dificuldades, faz arte e história. E são esses exemplos que sempre iremos valorizar e para quem iremos dar espaço”.

Sol e Lua do Piauí (Foto: José Ailson)

Futuro

Para o futuro, o projeto, que também atua na realização de shows e eventos, bate-papos, oficinas, encontros, entre outras atividades, espera expandir, em várias frentes, a atuação na produção artística e cultural e buscar maneiras de propiciar mais oportunidades de diálogo e circulação das manifestações culturais piauienses com as de outras regiões do Brasil e do mundo.

Assine nossa neswletter