Impacta+Inovação

IN Soluções Biológicas desenvolve técnicas sustentáveis para a produção agrícola

4 mins de leitura

Nos últimos anos vem se observando uma preocupação com o desenvolvimento sustentável da agricultura. Boas práticas estão sendo adotadas para tentar diminuir os danos causados ao meio ambiente, como fontes de energias renováveis, uso de pesticidas naturais, rotação de culturas, entre outros.  Os benefícios dessas práticas no campo já provaram que é possível aliar respeito ao meio ambiente, assim como bons resultados para os agricultores.

Dentre os desafios enfrentados pelos produtores rurais estão os insetos-praga, que podem causar perdas de até 100% de produtividade das culturas agrícolas. É o que afirma Cristiane Ramos Coutinho, co-fundadora da IN Soluções Biológicas, empresa ganhadora, na categoria Tecnologia, do Mapeamento Sebrae de Economia Criativa do Nordeste. A iniciativa realizada pelo Sebrae em parceria com o Impacta Nordeste e busca e seleção da Pipe.Social, teve como objetivo compreender melhor o ecossistema de economia criativa no Nordeste para identificar desafios e oportunidades para fomentar o setor. O mapeamento identificou 515 negócios baseados no capital intelectual, cultural e na criatividade que geram valor econômico para a região.

Conversamos os empreendedores para saber mais sobre a empresa, soluções sustentáveis para o campo e planos futuros. Confira!

A IN Soluções Biológicas

Vespa Trichogramma spp (Foto: Arquivo pessoal)

Com o objetivo de impactar socialmente o meio em que atua, a IN Soluções Biológicas desenvolve o controle de insetos-praga por meio de alternativas mais sustentáveis, sem impactos ao meio ambiente e na saúde do homem, fornecendo agentes de controle biológico adaptados para as condições do Nordeste. As soluções apresentadas pela empresa ainda possibilitam a retenção do homem no campo, colaborando com a diminuição do êxodo rural, pois por meio dos agentes de controle biológico, é possível agregar valor aos produtos (culturas agrícolas), estimular a cadeia produtiva, gerar novos empregos e assegurar retornos compensadores à atividade agrícola.

A empresa se torna um diferencial no Nordeste por trabalhar espécies adaptadas à região. “Somos a primeira e única empresa no Ceará a produzir e multiplicar a vespa Trichogramma spp. Trabalhamos também com a espécie de micro-vespa T. pretiosum, sendo esta adaptada às condições locais, uma vez que a mesma foi coletada em áreas rurais de Ubajara, Guaraciaba do Norte e Croatá, regiões cearenses localizadas na Serra da Ibiapaba. A empresa trabalha com a espécie adaptadasàs condições nas quais serão liberadas”, explica Cristiane.

Da academia para o campo

A solução surgiu a partir da tese de doutorado de Cristiane no Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Por meio de viagens técnicas à região da Serra da Ibiapaba, Cristiane e sua equipe encontraram populações naturais do inimigo natural Trichogramma, uma microvespa que parasita os ovos dos principais insetos-praga, impedindo a emergência das lagartas e consequentemente os danos causados por elas. Dessa forma, desde a coleta dos inimigos naturais em campo, eles vêm sendo multiplicados e estudados visando a sua reintrodução nas áreas onde foram coletados, bem como em toda região Nordeste.

“Tivemos a ideia de transformar o que era apenas um estudo em negócio, e criar a IN Soluções Biológicas. Nosso maior desafio foi, sem dúvidas, a inexperiência no setor empresarial, pois todos os sócios vieram do meio acadêmico sem conhecimentos na área. Desde o surgimento da empresa, procuramos aprender e aprimorar os conhecimentos na área, por meio de mentorias, cursos e capacitações”

“O projeto de doutorado apresentou resultados promissores, e os produtores da região tiveram interesse em adquirir os inimigos naturais, pois até então a maioria não utilizava, uma vez que, as empresas que comercializam o produto encontram-se localizadas nas regiões Sul e Sudeste. Estes produtores se viam obrigados a “importar”, na grande maioria das vezes, produtos dessas empresas, e além de inserir agentes biológicos não adaptados às condições climáticas da região, elevando demasiadamente o custo dos produtos devido ao frete e muitas vezes, por tratar-se de um organismo vivo, o “produto” não atendia as características de qualidade exigida”, relata a doutora.

Equipe da In Soluções Biológicas (Foto: Arquivo pessoal)

A empresa foi fundada em 2017, juntamente com outros dois sócios, Ruan Carlos de Mesquita Oliveira e Marianne Gonçalves Barbosa, até então também alunos de pós-graduação da UFC. “Tivemos a ideia de transformar o que era apenas um estudo em negócio, e criar a IN Soluções Biológicas. Nosso maior desafio foi, sem dúvidas, a inexperiência no setor empresarial, pois todos os sócios vieram do meio acadêmico sem conhecimentos na área. Desde o surgimento da empresa, procuramos aprender e aprimorar os conhecimentos na área, por meio de mentorias, cursos e capacitações”, afirma Cristiane.

O diferencial da IN Soluções Biológicas, diante de outras soluções do mercado, está no fato de que as empresas que trabalham com a criação em massa de agentes biológicos estão localizadas no eixo Sul-Sudeste e a empresa cearense trabalha com a utilização de parasitóides adaptados para as condições climáticas locais. Isso aumenta consideravelmente as possibilidades de sucesso do programa de controle biológico, visto que, o parasitoide é sensível ao ambiente e nem sempre será capaz de demonstrar a mesma eficiência em condições diferentes da região de origem.

Sobre a produção em escala Cristiane conta que é possível. “A solução que apresentamos, que se trata do inimigo natural Trichogramma, é uma microvespa criada em escala. A IN Soluções Biológicas disponibiliza de salas sob condições controladas de temperatura e umidade, visando à multiplicação em larga escala do agente de controle biológico”, explica.

Visita de campo. (Foto: Arquivo pessoal)

O futuro

Para o futuro, a IN Soluções Biológicas tem a intenção expandir sua atuação para todos os estados brasileiros, fornecendo agentes de controle biológico adaptados às condições regionais na qual serão liberados.

Não restam dúvidas que técnicas sustentáveis que preservem o meio ambiente são uma realidade hoje no país.  Adotando boas práticas no campo é possível minimizar os impactos ambientais para as futuras gerações e ao mesmo tempo aumentar a produtividade, aliando dessa forma sustentabilidade e atividade econômica na agricultura.

Assine nossa neswletter