InovaçãoNegócios

Negócios de impacto do Nordeste são destaques no Menos30 Fest

2 mins de leitura

Com o conceito “Recalculando a Rota”, o festival de educação empreendedora e inovação da Globo promoveu uma série de debates, entrevistas, oficinas e batalhas de pitch. Dois negócios de impacto da região Nordeste foram premiados.

Menos30 Fest, festival de educação empreendedora voltada a juventude promovido pela Globo, aconteceu nos dias 9, 10 e 11 de novembro, repetindo o formato 100% digital do ano passado. Com o conceito “Recalculando a Rota”, o evento trouxe para discussão a capacidade de adaptação e a habilidade de reinvenção como forma de expandir seus conhecimentos.

Foram três dias com uma programação repleta de debates, entrevistas, oficinas e batalhas de “pitchs”, onde empresas fazem uma apresentação de 3 a 5 minutos com objetivo de despertar o interesse de investidores e/ou clientes. Ao todo, foram realizadas três batalhas de pitch e os vencedores receberam um prêmio de R$ 25 mil. As batalhas foram divididas nos seguintes temas: “Revolução por meio da educação”; “O futuro das cidades”; “Empregabilidade, diversidade e inclusão”.

A batalha de pitch “O futuro das cidades”, reuniu iniciativas que visam uma transformação positiva, sustentável e segura das cidades. O projeto vencedor, Nina, foi defendido pela fundadora, a pernambucana Simony Cesar, e superou a Água Camelo e a Revolusolar com 40,32% dos votos. A Nina é uma tecnologia que pode ser integrada a qualquer aplicativo, como de serviços de transporte, para receber denúncias de assédio e violência. A empresa faz parte do portfolio a Intr3s, fundo cearense que apoia startups que apresentem soluções inovadoras e escaláveis para os maiores desafios socioambientais do Norte e do Nordeste do país.

Já na batalha de pitch “Revolução por meio da educação”, quem levou a melhor foi Pettrus Nascimento, sócio fundador e COO da Prol Educa, startup pernambucana que cria soluções para o setor educacional prospectando bolsas de estudos para alunos sem condições de arcar com as despesas em escolas e cursos particulares. Segundo Pettrus, a startup usará o prêmio de R$ 25 mil para investir na expansão da Prol Educa pelo Brasil.

Na batalha de pitch “Empregabilidade, diversidade e inclusão”, quem levou a melhor foi a startup Trampay, que busca soluções para oferecer melhores condições para trabalhadores informais. A batalha contou também com a participação da Tamila dos Santos, fundadora da Afroimpacto, que trabalha no desenvolvimento empreendedor para pessoas negras. Tamila também é colunista no Impacta Nordeste. Confira seus últimos artigos aqui e aqui.

O evento contou também com o lançamento da plataforma Co.liga. Uma escola virtual de economia criativa que oferece cursos gratuitos e oportunidades de trabalho para jovens em vulnerabilidade social. O Impacta Nordeste faz parte da rede de Co.ligados.

Não conseguiu acompanhar, perdeu algum quadro ou quer rever tudo o que rolou no Menos30 Fest? Todo o conteúdo transmitido está disponível e pode ser acessado gratuitamente. Clique aqui para conferir.

Assine nossa neswletter